quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

CONVERGÊNCIA DE MÍDIAS

A convergência de mídias, é um processo cultural. Refere-se ao fluxo de imagens, idéias, sons, marcas e relacionamentos através do maior número de canais midiáticos possíveis. Um fluxo adaptado por decisões originais, tanto em reuniões empresariais, quanto em quarto de adolescentes. A cultura da Convergência digital, traz consigo diversos pontos relevantes que expelicam e fundamentam a sociedade cada vez mais íntima das tecnologias e da web. Essa sociedade está repleta de fâs, que são os que não apenas consomem certa informação, más também produzem e trocam conhecimentos ao redor do mundo. A convergência nos permite observar que os meios de comunicação já caminham para um processo de segmentação, bastando para isto, observamos as emissoras de rádio. Hoje, todas já são temáticas. No mercado competitivo para saber quem ganha é o leitor, surge uma nova forma de tentar atender a todas as necessidades do usuário que não se contenta em buscar informaçôes por um único meio: a convergência de mídia. A convergência dos meios é a interação e interconexão entre a imprensa, a rádio, a televisão, os telefones, os computadores e as tecnologias de rede. O objetivo é proporcionar ao consumidor melhores e novos serviços de informação.


Professora: Letícia

video

Editora Núclio de Tv Convergência de Mídias Puc-Rio



O processo de convergência de mídias, que tem feito os jornalistas, esses artístas da comunicação pensarem muito sobre seu trabalho é um dos motores na formação destas inteligencias coletivas. Segundo Pierre Lévy (filósofo da informação que se ocupa em estudar as interações entre a Internet e a sociedade) "quanto mais esses orgãos de comunicação se aperfeiçoam, mais essa memória se torna vasta e mais o ecossistema das idéias se transforma, a inteligência coletiva aumenta, se complexifica e evolui com rapidez".


Apresentador: Robison Leite

video

Convergência de Mídias na Tv Alterosa


video